Você sabe qual a temperatura ideal de serviço de um vinho?

6 dicas para você aproveitar o Dia dos Namorados
7 de junho de 2021
5 motivos para presentear com vinho
28 de junho de 2021

A temperatura do vinho é algo que causa muitas dúvidas entre os apreciadores da bebida. Alguns afirmam que ela deve ser consumida em temperatura ambiente, outros, no entanto, perguntam por que não degustar vinho gelado? Afinal, qual é a forma correta de consumo?

Na verdade, para responder a essa pergunta, você primeiro deve saber que cada tipo de vinho tem uma indicação de temperatura. Esse cuidado favorece algumas características da bebida, como aroma, sabor, acidez, entre outros. 

E as indicações de temperatura valem tanto para o momento da degustação quanto para o armazenamento. Mas o que acontece se eu não seguir a recomendação? Simples: quando o vinho não está na temperatura ideal de consumo para o seu tipo, o líquido pode sofrer alterações em suas características, tornando-as exageradas ou mesmo ocultas. 

Como ninguém quer perder nenhum detalhe de uma boa degustação, dê uma olhada nos pontos em destaque a seguir e aprenda a deixar seu vinho na temperatura perfeita!

Aliás, você sabia que é exatamente para ensinar os assinantes do Clube aTábua a apreciar corretamente seu vinho que, a cada mês, enviamos uma cartilha com detalhes e dicas sobre os produtos enviados? Ainda não faz parte do Clube? Clique aqui e saiba mais!

Por que o vinho não pode ser servido muito gelado?

Os especialistas explicam que a temperatura muito baixa descaracteriza o vinho, acentuando ou ocultando alguns de seus traços mais importantes, como aroma, sabor e acidez. Seguir o que indica o fabricante torna a experiência do consumidor ainda melhor. Por isso, ao comprar ou receber seu vinho na Seleção aTábua, preste atenção nas orientações do rótulo para aproveitar tudo o que o seu vinho irá te oferecer.

Qual é a temperatura ambiente ideal?

O fato é que a temperatura ambiente pode variar muito de região para região. No inverno da Região Sul, por exemplo, as temperaturas são muito mais baixas quando comparadas com as da Região Sudeste. 

Por isso, a experiência de consumo de um vinho tinto em temperatura ambiente no inverno do Rio de Janeiro, certamente, não será a mesma que na Serra Gaúcha. Daí a importância de não levar em consideração a temperatura ambiente, pois ela pode variar bastante.

Qual a temperatura indicada para cada tipo de vinho?

Agora que já sabemos que uma temperatura inadequada pode causar alteração na degustação do vinho, vamos conhecer alguns tipos de vinhos e suas indicações de temperatura. Confira:

  • Vinhos brancos: são leves e servidos, geralmente, em temperaturas mais baixas, entre 6 e 12°C.
    Brancos envelhecidos de 10 a 12 °C; brancos leves de 6 a 8 °C; brancos licorosos de 10 a 12°C;
  • Vinhos rosés: são refrescantes e leves. Sua indicação de consumo é em temperaturas que podem variar entre 8 e 12°C;
  • Vinhos espumantes: essa variedade de vinho requer também temperaturas mais baixas, que devem ficar entre 6 e 12°C. Se esse tipo for consumido em temperaturas mais quentes, as bolhas de gás se desprendem, diminuindo as borbulhas;
  • Vinhos tintos: diferentemente do que ocorre com os demais, os tintos requerem uma temperatura um pouco mais alta, que deve variar entre 12 e 18°C dependendo do tipo.
    Para os tintos encorpados ou envelhecidos, por exemplo, a indicação é de 16 a 18°C.

Em qual temperatura devo armazenar meu vinho?

Qualquer tipo de vinho deve ser armazenado em temperaturas que variam entre 14° e 18°C. Por isso, uma adega é um ótimo investimento para os apreciadores da bebida, visto que manterão seus exemplares bem acondicionados e com pouca probabilidade de alteração no sabor do líquido.

Conhecer a temperatura adequada de consumo de cada rótulo é o que vai garantir uma excelente experiência na degustação de qualquer tipo. Quer conhecer vinhos do mundo todo, harmonizados com incríveis produtos artesanais brasileiros? Faça parte do Clube aTábua!

Abrir Chat
Precisa de Ajuda?
Olá, podemos te ajudar?